Higiene Oral

 

É um conjunto de procedimentos de limpeza e orientação, aplicadas pelos médicos-dentistas que servem para diagnóstico, prevenção e terapêutica de doenças orais com vista à manutenção da saúde oral do paciente e dos tratamentos efetuados nas outras especialidades.

 

Mau Hálito

A Halitose ou mau hálito tem origem em alterações variadas da cavidade oral, mas em alguns casos pode ser o sinal de uma outra doença sistémica. É uma situação que afeta a maioria da população e apresenta repercussões sociais, afetivas e psicológicas.

As causas da halitose podem estar relacionadas às seguintes situações:

  1. Má higiene oral;

  2. Presença de cáries;

  3. Gengivite ou periodontite (doença das gengivas)

  4. Ulcerações na boca

  5. Infeções orais (bacterianas, virais ou fúngicas;

  6. Má higiene em próteses dentárias;

  7. Hiposialia - redução do fluxo salivar;

  8. Cancro oral.

 

Para um diagnostico adequado, o seu médico dentista fará uma análise da sua história clínica seguido de um exame objetivo.

O mau hálito pode ser prevenido e tratado através de uma boa higiene oral. Aconselha-se também a ingestão diária de água e líquidos suficientes para manter a correta hidratação.

 

Limpeza Dentária

A limpeza dentária é executada por um profissional, ou seja, um médico dentista ou um higienista oral. Primeiro é removido o tártaro e a placa bacteriana da superfície dos dentes e dos espaços interdentais usando ultrassom e também instrumentos de mão em alguns casos.

 

Isto é seguido pela remoção das manchas com um equipamento de polimento especial que utiliza jato de água de alta pressão misturado com partículas de sal. Isso também polir os dentes, ao mesmo tempo atingindo até mesmo as melhores áreas escondidas. Assim, as bactérias não podem aderir às superfícies lisas do dente.

 

Esta limpeza é uma medida preventiva muito eficaz e indispensável para manter a saúde dos dentes e suas estruturas de suporte. Deve ser realizado cerca de duas vezes por ano.

Limpeza

Quanto à saúde da cavidade oral, a higiene bucal pessoal regular é mais útil e também mais eficaz do que qualquer outra coisa. E isso requer apenas quatro coisas:

  1. Pasta de dentes contém materiais de limpeza e polimento e muitas vezes fluoretos.

  2. Escova de Dentes. Uma correta escova de dentes deve ser fácil de usar: é confortável para segurar, tem uma pequena cabeça com cerdas arredondadas e é suave - ou médio dura no máximo 3 meses.

  3. Técnica de escovagem embora não haja uma técnica geralmente correta, o princípio básico é o seguinte: todas as áreas dos dentes (superfícies externas, internas e de mastigação) devem ser limpas, possivelmente na mesma ordem, com pequeno movimento circular, Pelo menos duas vezes por dia durante 2-3 minutos após a refeição.

  4. Fio Dental- a sua utilização remove os alimentos nos espaços inter dentinários, para

 posteriormente lavar os dentes.

Medidas Suplementares

Existem também outros métodos e ferramentas com diferentes utilidades, vantagens e desvantagens.

  1. Escovas elétricas tornam a escovação mais fácil fazendo a maioria dos movimentos próprios.

  2. Os irrigadores orais removem apenas os depósitos mais superficiais e deixam uma sensação agradável na boca.

  3. Palitos de dentes oferecem ajuda rápida se maiores partículas de alimentos ficar preso entre os dentes. Eles não substituem o fio dental e podem provocar ferimentos nas gengivas e danos nas restaurações. Não se deve usar.

  4. A pastilha elástica sem açúcar neutraliza os ácidos na boca após a refeição e promove o fluxo de saliva que contribui para a autolimpeza da cavidade oral. Uma boa solução temporária quando a escovação não é possível.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 1993 por sorridente. 

INFORMAÇÕES & MARCAÇÕES