Cirurgia Oral

É a área da medicina dentária que se dedica ao tratamento cirúrgico das doenças e lesões da boca, maxilares e estruturas anexas.

Extrações

A extração dentária é o procedimento cirúrgico mais comum. Existem inúmeras razões pelas quais um dente precisa ser removido:

  1. Os Dentes Decíduos (ou dentes de leite) devem permanecer normalmente no seu lugar até que os Dentes Permanentes apareçam. No entanto, a existência de uma grande cárie ou um acidente pode levar a uma extração precoce. Às vezes os ortodontistas sugerem uma extração, a fim de criar circunstâncias mais favoráveis ​​para os dentes permanentes em erupção.

  2. Os dentes permanentes são casos menos simples. Por causa das raízes múltiplas, longas e do osso mais duro em torno delas, estão mais fixos ao maxilar. Em alguns casos pode ser necessário uma extração:

    1. Em situação de cáries de grandes dimensões;

    2. Em casos de inflamação dos tecidos de suporte do dente (periodontite);

    3. Em casos de inflamação da polpa dentária;

    4. Quando um quisto se desenvolve em torno do dente;

    5. Quando o dente está partido ao longo do seu eixo;

  3. Os Dentes do Siso podem ser bastante difíceis de se realizar extrações. A sua posição na mandíbula, bem como as suas raízes de formas irregulares exigem por vezes uma extração cirúrgica (osteotomia). Este processo envolve uma incisão na gengiva e a remoção do tecido ósseo sobrejacente. O dente em causa pode ser dividido em várias fragmentos para facilitar sua remoção.

Apicectomia (remoção de pontas de raízes)

Por vezes formam-se quistos nas pontas das raízes e através da apicectomia é possível tratar o dente removendo cirurgicamente a ponta da raiz e o respetivo quisto.

Cistectomia

Um cisto oral é um saco anormal formado em qualquer parte da boca contendo gás ou uma substância líquida. Eles são geralmente indolores e têm um tamanho inferior a 2cm. Estes não são notados até que se tornam grandes o suficiente para causar uma protuberância. Os tipos mais comuns são os cistos periapicais, causados ​​por infeções na polpa do dente, e cistos odontogênicos geralmente formados por dentes do siso impactados.

Enquanto estes são benignos, os dentistas geralmente recomendam a sua remoção porque eles tendem a crescer e poderão enfraquecer o osso ou danificar os dentes circundantes. A remoção do cisto é feita principalmente sob anestesia local com um único procedimento cirúrgico. A cavidade remanescente pode ser preenchida com enxerto ósseo para promover a formação de osso novo.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 1993 por sorridente. 

INFORMAÇÕES & MARCAÇÕES